Cuidado com os olhos durante as festas juninas

Nas festas juninas tem diversão e comidas típicas, mas como também tem fogos de artifício, fogueira e bastante fumaça, é preciso ter atenção aos riscos de problemas com os olhos, desde irritação ou alergia até queimaduras, que podem, em casos mais extremos, resultar na perda da visão.

A oftalmologista Hayana Rangel, da equipe médica do Instituto de Olhos Clóvis Paiva, explica que os fragmentos e faíscas liberados durante as explosões de fogos, mesmo que sejam os inocentes estalinhos, podem atingir o globo ocular, levando a transtornos visuais e comprometer a visão. “Principalmente no caso das crianças o cuidado deve ser redobrado. Os estalinhos, por exemplo, muitas vezes são lançados na parede ou perto de outras crianças. Os resíduos podem atingir os olhos causando lesões na córnea”, afirma.

Com as fogueiras também devem haver cuidado, já que suas cinzas e as brasas podem ocasionar queimaduras nos olhos. A fumaça pode desencadear quadros de conjuntivite alérgica ou edema de pálpebra. Ardor, desconforto e lacrimejamento são sinais de agressão à visão e devem ser levados em consideração, porque podem significar ressecamento e baixa de visão. Por isso, é importante se manter a uma distância segura e evitar ambientes com muita fumaça por longos períodos.

A oftalmologista explica que em casos de incidentes com fagulhas ou objetos que atinjam os olhos, a recomendação é isolar a área afetada e procurar um oftalmologista o mais rápido possível. Pomadas ou outras substâncias não devem ser utilizadas sobre as lesões. “A automedicação é muito perigosa. Por isso, caso a pessoa venha sofrer algum acidente ou sentir desconforto, deve procurar um especialista para avaliar a situação e prescrever o tratamento adequado”, aconselha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *