top of page

Bebês também devem ir ao Oftalmologista

Do Diário Web

É importante se preocupar com a visão desde os primeiros dias de vida. A boa notícia é que tem aumentado o número de consultas preventivas realizadas pelas mães com bebês recém-nascidos, quando pode-se evitar, por exemplo, o risco de se deixar para muito depois o diagnóstico de doenças como astigmatismo, catarata, retinopatia da prematuridade, lacrimejamento, estrabismo e outros problemas. Segundo estudo divulgado pela Sociedade Brasileira de Oftalmopediatria, durante o primeiro ano de vida as crianças possuem incidência de 15% a 30% de astigmatismo maior que um grau (1,0) dioptria, Contudo, este indíce tende a regredir com o crescimento da criança. De acordo com o estudo, a criança que não apresenta astigmatismo durante o primeiro ano de vida, dificilmente, terá mais tarde. Porém, o contrário é o primeiro indicativo de que ela precisará de atenção oftalmológica mais tarde.

O fato de já se constatar uma mudança de comportamento das mães, ao levarem os pequenos pacientes às clínicas especializadas de forma precoce, permite ao oftalmologista atuar de forma mais efetiva, evitando que no futuro se descubram problemas de forma tardia.

Uma das causas mais comuns de procura de oftalmologistas e de preocupação dos pais é quando os olhos dos bebês possuem secreção e ficam lacrimejando. Isso ocorre quando o canal lacrimal está entupido. Para resolver este problema, basta ir até o especialista e fazer uma massagem para tentar romper a membrana de Hasner. Em 95% dos casos, apenas a massagem resolve o problema antes do bebê completar 1 ano e meio de vida.

O teste do olhinho é um exame que deve ser realizado logo nos primeiros dias de vida do bebê, antes de receber alta do hospital. O exame é feito pelo pediatra e já permite detectar doenças nos olhos dos bebês de forma inicial. O teste é simples, o pediatra coloca uma luz no olho do bebê e verifica a cor do reflexo. Quando o reflexo é vermelho significa que o olho está normal, já o reflexo branco indica algum tipo de doença, sendo necessário o encaminhamento para o oftalmologista. O teste do olhinho é obrigatório apenas em alguns Estados brasileiros.

Outra forma de identificar algum problema é através das fotografias. Os pais percebem os reflexos diferentes e procuram o oftalmologista. Além deste, outros exames como o de biomicroscopia e fundo de olho que são mais completos e mais detalhados, também podem ser realizados. Em geral, as doenças oculares nas crianças são de origem genética.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentarios

Obtuvo 0 de 5 estrellas.
Aún no hay calificaciones

Agrega una calificación
logo_whatsapp_icon_181639.png
bottom of page