top of page

Dia Internacional do Idoso alerta para doenças oculares

A catarata é principal doença ocular em pessoas acima dos 50 anos. Nesta fase da vida, é comum o aparecimento de problemas oculares por conta do envelhecimento do corpo, sendo necessário realizar visitas anuais ao oftalmologista para garantir uma melhor qualidade de vida, além de prevenir, corrigir e detectar precocemente os problemas. Dados do Conselho Brasileiro de Oftalmologia apontam que os idosos representam 13% da população nacional. Por isso, uma data como este Dia Internacional do Idoso serve como alerta para as causas e os efeitos de doenças nos olhos que se manifestam pelo avanço da idade, reforçando a importância de cuidar da saúde nesta fase da vida.

A catarata é causada opacidade do cristalino, podendo ocasionar uma perda de visão e, até mesmo, a cegueira. Entretanto, existem tratamentos específicos para curar a doença e garantir que os olhos continuem funcionando de forma saudável. O procedimento para a retirada da catarata é indolor e rápido, sem necessidade de internação.

Outra doença comum é a Degeneração Macular Relacionada à Idade (DMRI) que afeta a retina e desenvolve um processo degenerativo da mácula. Essa região dos olhos define formas, cores e 90% das informações visuais que são transmitidas para o cérebro. A degeneração pode atingir um olho ou os dois, se manifestando de forma seca ou úmida, ocasionando uma baixa da visão de forma lenta e gradativa no primeiro caso. No segundo caso, o processo acontece de forma mais rápida e intensa, formando vasos anormais que causam hemorragia e, consequentemente, uma perda considerável da visão.

É necessário realizar um acompanhamento com especialista e fazer uso de medicamentos antioxidantes, que possuem vitaminas, minerais e evitam o avanço da doença. Na forma úmida, que é mais grave, é preciso realizar a aplicação intraocular do medicamento para  tratar os vasos anômalos.

O próprio paciente identificar a doença através da tela de Amsler. A imagem consiste em um quadriculado com um ponto central e pode ser usada para verificar se os olhos detectam alguma deformidade nas linhas. Quando há alguma alteração, é necessário fazer uma visita ao oftalmologista, que realiza os exames necessários nas camadas da retina buscando detectar possíveis atrofias, hemorragias e vasos anômalos.

Os idosos devem manter a regularidade das consultas com um oftalmologista, para prevenir, identificar e tratar possível doenças, inclusive aquelas que não são diretamente nos olhos mas podem comprometer a visão, como diabetes e hipertensão arterial. Importante lembrar que uma boa alimentação e a prática de atividades físicas ajudam a ter uma boa saúde, o que beneficia, também, a visão.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
logo_whatsapp_icon_181639.png
bottom of page