top of page

Especialista do Instituto Clóvis Paiva faz alerta sobre ceratocone

Muita gente nunca ouviu falar no nome complicado de uma doença que acomete os olhos, mais especificamente a córnea, mas o ceratocone acontece em homens e mulheres e em 90% dos casos afeta ambos os olhos. A doença provoca alteração da forma e da espessura da córnea, o que leva a um astigmatismo irregular e diminuição da acuidade visual, levando a uma dificuldade para  praticar ações do dia a dia como ler um livro, assistir televisão ou dirigir.

Alguns sintomas podem contribuir para o diagnóstico da doença. De acordo com o oftalmologista Luís Fernando Paiva, do Instituto de Olhos Clóvis Paiva, no Recife, o paciente com ceratocone geralmente apresenta visão borrada ou dupla, além de imagens distorcidas, tanto de longe quanto de perto.

A doença geralmente começa na adolescência e raramente se desenvolve após os 30 anos.  No estágio inicial, o ceratocone pode ser corrigido com o uso de óculos. Depois, a correção pode ser feita com lentes de contato, que promovem uma superfície de refração uniforme, melhorando a visão. O especialista alerta que um exame oftalmológico trimestral deve ser realizado para monitorar a progressão da doença. De acordo com o médico, cerca de 20% dos pacientes precisam se submeter à intervenção cirúrgica (transplante de córnea).

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
logo_whatsapp_icon_181639.png
bottom of page