top of page

Feira oftalmológica e palestra encerram campanha “Prevenção é o caminho”

Com a realização da palestra “Alterações visuais ocasionadas pelo estresse e hábitos da vida moderna”, realizada na tarde dessa terça-feira (21/11), na sala das Turmas (Pleninho), a Secretaria de Autogestão em Saúde do Tribunal Regional do Trabalho da 6ª Região encerrou a campanha “Prevenção é o caminho” – que integrou as atividades promovidas pelo TRT-6 dentro do Novembro Azul. O evento foi precedido, no período da manhã, por uma feira oftalmológica, realizada no hall de entrada do Regional. Os eventos contaram com o apoio do Instituto de Olhos Clóvis Paiva.



Proferida pelo médico Hélder Medeiros, prestigiaram a palestra o corregedor, desembargador Fábio Farias; o médico Clóvis Paiva Neto; o diretor do TRT-6 Saúde, Renatto Pinto; e a chefe da Divisão de Políticas e Ações de Saúde, Ana Cláudia Melo. O desembargador-corregedor fez a abertura do evento, lembrando da dificuldade ainda encontrada para arregimentar a participação masculina em programas e ações voltados à prevenção e promoção da saúde. “É nítida a maior participação das mulheres em ações como as Academias da Cidade”, exemplificou. Agradeceu a parceria com o instituto, parabenizando o trabalho desenvolvido pela equipe do TRT6 Saúde.



O oftalmologista Hélder Medeiros iniciou a palestra destacando a importância das campanhas realizadas durante todo o ano, lembrando o pioneirismo da primeira delas, o Outubro Rosa. Abriu a exposição alertando sobre os novos hábitos, que provocam mais esforço e consequente estresse do músculo ocular. “Um sono reparador, de pelo menos 7 horas, é muito importante para promover o descanso do músculo que sustenta o cristalino”, alertou.

Na sequência, explicou as alterações visuais mais frequentes que acometem a população masculina. Falou da astenopia, que provoca a fadiga, câimbra e cansaço do músculo ocular. É a doença mais comum na modernidade, resultado do excesso de exposição a telas, estresse e falta de pausas e de um sono reparador. Na maioria dos casos, o médico corrige o problema por meio de óculos para a vista cansada. É um processo natural que surge com o envelhecimento. No entanto, na atualidade, tem atingido pessoas mais jovens.

O palestrante também falou sobre a retinopatia serosa central, doença que atinge dez vezes mais homens que mulheres, sendo diretamente ligada a pessoas com personalidade mais estressada; e o daltonismo, que acomete cerca de 8% da população masculina mundial. No final, esclareceu diversas dúvidas da plateia, que perguntou sobre cirurgias refrativas a laser, catarata, estrabismo, entre outros questionamentos.



5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
logo_whatsapp_icon_181639.png
bottom of page