top of page

Tecnologia e saúde

Crianças e adolescentes passam horas em frente à tela do computador e da televisão, principalmente se estiverem jogando videogame ou assistindo a desenhos animados. De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística (IBOPE), em 2012, internautas entre dois e 11 anos permaneceram conectados em média 17 horas por dia. Já o Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO), diz que o uso excessivo desses aparelhos pode causar danos graves à visão, como, por exemplo, a síndrome visual associada ao uso do computador (CVS) e o agravamento da miopia e da hipermetropia. Além desses problemas, podem ocorrer descontrole metabólico, como obesidade e sedentarismo.

De acordo com um estudo realizado pelo National Eye Institute, publicado na edição de dezembro de 2009 do Archives of Ophthalmology, a incidência de miopia precoce nas crianças americanas aumentou de 25% para 41,6% ao longo dos últimos 30 anos. Segundo o oftalmologista José de Barros Lima Filho, do Instituto de Olhos Clovis Paiva, localizado no bairro da Boa Vista, centro do Recife, é fundamental que os pais estejam atentos aos sinais dados pelo filho: “Olhos irritados, vermelhos, secos ou lacrimejantes; coceira, fadiga, sensação de peso nas pálpebras, dificuldade em conseguir foco e enxaquecas são alguns dos sintomas da síndrome visual associada ao uso do computador”.

             O uso dos monitores atinge, em cheio, os que possuem miopia, hipermetropia e astigmatismo e não usam óculos quando estão em frente à TV e ao computador. O excesso aumenta o esforço do músculo ocular, que leva à fadiga antecipada. “Miopia é a condição em que os olhos enxergam objetos que estão pertos, mas não são capazes de enxergar claramente os que estão longe. A hipermetropia ocorre quando o olho é menor do que o normal. Isso cria uma condição de dificuldade para que o cristalino focalize, na retina, os objetos colocados próximos ao olho”, explica o oftalmologista. “Já o astigmatismo prejudica a visão dos objetos que estão longe e causa fadiga no uso prolongado da visão em atividades de perto, por exemplo, leitura, escrita e o uso do computador”, completa.

           Para prevenir problemas em longo prazo, especialmente nas crianças, medidas simples podem ser tomadas: monitorar o tempo em frente ao computador e à televisão; observar se a criança consegue enxergar perfeitamente a tela; verificar a iluminação do ambiente, pois o excesso de luz na direção dos olhos favorece a fadiga visual; evitar locais de baixa luminosidade ou luzes diretas nos olhos, como luminárias de mesa; e fazer regularmente o exame oftalmológico são recomendações do Instituto Olhos Clovis Paiva para a boa saúde dos olhos. 

Com informações da Revista Veja Bem (2ª Edição), do Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO)

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
logo_whatsapp_icon_181639.png
bottom of page